A Reencarnação não existe!

Outubro 26, 2017 jotamdacunha 0 Comments

A Reencarnação é talvez dos temas que mais radicalismo fomenta. Um grande número de pessoas simplesmente não acredita no assunto, outras não têm grandes certezas e um grupo menor, mas muito mais efusivo, defende a certeza desse acontecimento na vida de todos os seres.

Imagem de: http://universalismocristico.com.br/

Tenho de dizer, em abono da verdade, que ninguém faz ideia do que se passa depois do momento em que o nosso corpo físico desliga. Todos somos movidos pela força da nossa fé individual, baseada no nosso sistema de crenças espirituais e religiosas. Uns acreditam na Ressurreição, esse grande mistério (mais um!) que Jesus, o Cristo, nos deixou de herança. Curioso como mais de dois mil anos depois ainda discutimos tanto sobre a Sua mensagem. Para mim, isso demonstra o quão verdadeira ela é e, ao mesmo tempo, o quanto ainda desconhecemos sobre o que Ele nos disse. Talvez precisemos de mais uns dois mil anos!

A Espiritualidade da Nova Era trouxe uma “lufada de ar fresco” à nossa realidade social. Estou em crer que a necessidade de acreditar que a nossa vida não termina aqui é o grande motor da crença numa existência onde andamos a saltar de corpo em corpo, ao longo dos séculos, para “fazer aprendizagens”.

Existem, no entanto e do meu ponto de vista, razões totalmente naturais e lógicas que contrariam essa perspectiva de múltiplas vivências. A primeira e mais importante é a linearidade do tempo que não se coaduna com essa perspectiva; a segunda, mais discutível, é o facto de as memórias dessas supostas vidas passadas estarem apagadas do nosso consciente. Poderemos enunciar vários argumentos que justificam a segunda, é verdade; mais dificilmente poderemos refutar a primeira. Inaceitável para muitos, porque é uma ameaça à sua posição egóica, traz no entanto uma renovada esperança sobre o nosso percurso individual enquanto espíritos.

 

Imagem de: http://portalcaminhodaluz.blogspot.pt

Apresento estes e outros argumentos e literatura de diferentes perspectivas para justificar a minha posição, no curso de Consciência da Luz Interior e Cura.

Querer crer que este planeta e esta vivência são as únicas experiências que o nosso Criador tem para nos dar é, para mim, crer num Criador pouco capaz e sem poder. O astral é tão vasto e tão rico que eu prefiro acreditar em mundos mais felizes, mais luminosos e numa contemplação que nos está reservada, por direito, desse Deus sempre novo!

Leave a Reply:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *